Você está em: Assessoria Econômica > Notícias

Assessoria Econômica

Notícias

PIB sobe 4,5% este ano, diz Fazenda

O Ministério da Fazenda decidiu ceder às expectativas do mercado e reduziu ontem suas estimativas para o crescimento da economia neste ano. A projeção, agora, é de que o Produto Interno Bruto (PIB) cresça 4,5% — e não mais 5% como previa anteriormente, que consta do Orçamento. E a mudança de percepção veio num dia em que o mercado havia mantido as estimativas para a expansão da economia — em 3,3%, abaixo do que espera o Banco Central (3,5%).
A mudança também acontece quase que às vésperas do anúncio do corte no Orçamento — estimado em R$ 60 bilhões, segundo economistas ouvidos pelo BRASIL ECONÔMICO. Ao mesmo tempo, as despesas primárias do governo devem ser de 17,5% do PIB — ante projeção anterior de 18,3%, o que abre espaço para a expansão dos investimentos, que devem saltar dos 19,6% do PIB registrado no ano passado, para 20,8% em 2012, prevê o Ministério da Fazenda.
A Fazenda trabalha também com um crescimento menor em 2011, de 3,2% — contra 3,8% anteriormente. O dado fechado do PIB do ano passado será divulgado no dia 6 de março.
Além do peso da crise externa e da expectativa de cortes do orçamento, que podem afetar investimentos — apesar de o governo federal negar que isso venha a acontecer —, a desaceleração da indústria também tem uma forte contribuição nas estimativas para o desempenho da economia.
No ano passado, o setor ficou praticamente estagnado — cresceu apenas 0,3%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) — e tem sentido muito fortemente os impactos da concorrência estrangeira. Os segmentos que mais competem com importações, como têxtil e calçados, por exemplo, são os que mais desaceleram, enquanto os que competem vendendo produtos com alta tecnologia (como aviões) crescem disparadamente .
Tal cenário, no entanto, não abala as projeções de longo prazo. A Fazenda prevê expansão de 4,8%, na média, entre 2011 e 2014, mais que os 4,6% registrados entre 2007 e 2010. Em 2013, o PIB deve crescer 5,5% e, em 2014, 6%. Agora, é esperar para ver.
Fonte: Brasil Econômico/ Elaine Cotta - 14/02/2012
 


Endereço:
Av. Paulista, 1.842 - 15º andar - conj. 156
Edifício Cetenco Plaza - Torre Norte Cerqueira César - CEP: 01310-923
São Paulo - SP
Telefone: (5511) 3288-1688
Fax: (5511) 3288-3390