Você está em: Assessoria Econômica > Notícias

Assessoria Econômica

Notícias

Bancos europeus enfrentam desafios para cumprir regras

Os bancos europeus poderão ter novos desafios para cumprirem as exigências de “core capital” (capital considerado de melhor qualidade possível), em razão da possibilidade de seus índices não estarem garantidos em 9% até junho, como exige a Autoridade Bancária Europeia (EBA, da sigla em inglês). E a questão veio à tona — expressa por reportagem do jornal econômico Financial Times — dias antes de a EBA analisar os planos de reestruturação de capital das principais instituições financeiras da região.
Em cima da mesa está a possibilidade de exigência de novos índices ainda mais duros. Em dezembro passado, a EBA havia revelado que 30 instituições precisavam reforçar o capital em € 115 bilhões para conseguirem alcançar os 9%. O mesmo jornal revela que o motivo que pode levar a uma mudança nas exigências tem como base o fato de os planos postos em prática pelos bancos serem pouco críveis. No último mês, alguns analistas afirmaram que o alemão Commerzbank e o italiano Monte dei Paschi di Siena seriam os bancos com maiores dificuldades para alcançar as metas da EBA sem ajuda estatal.
Oficialmente, contudo, a EBA manifestou ontem que a maioria das medidas que os bancos europeus estão tomando para aumentar a resiliência do setor está em linha com o que se espera, em meio aos esforços para atender às exigências de aumento de capital.
O objetivo é garantir que o setor ficará forte o suficiente para suportar um desaquecimento da economia e a crise de dívida soberana da zona do euro. A EBA fará reuniões amanhã e quinta-feira para analisar o plano de cada banco e rejeitará qualquer um que tiver metas não realistas.
“A esmagadora maioria das medidas dos planos parece estar, no geral, em linha com o espírito da carta de recomendação da EBA”, afirmou o órgão em comunicado ontem, dizendo estarem equivocadas as notícias que sugeriram o contrário. O órgão regulador ainda está analisando os projetos, mas se disse “impressionado” com adisposição dos bancos em tomar todas as medidas necessárias para atingir os objetivos.
O italiano Banco Popolare, por exemplo, anunciou o plano de levantar até € 700 milhões (US$ 919 milhões) via recompra de títulos híbridos, como um dos 31 bancos que devem tapar o rombo de € 115 bilhões nos balanços até o fim de junho. Há muitas dúvidas, porém, sobre como o italiano Monte dei Paschi di Siena aumentará o caixa em € 3,3 bilhões, com uma venda de ativos planejada de até € 1 bilhão. Também há dúvidas se o Commerzbank conseguirá reestruturar o capital sem recorrer a outro resgate estatal.
Fonte: Brasil Econômico/ Reuters/ Hugo Monteiro - 07/02/2012
 


Endereço:
Av. Paulista, 1.842 - 15º andar - conj. 156
Edifício Cetenco Plaza - Torre Norte Cerqueira César - CEP: 01310-923
São Paulo - SP
Telefone: (5511) 3288-1688
Fax: (5511) 3288-3390